Addons para IE 7.0, parece piada mas não é

O Firefox é o browser preferido dos desenvolvedores, por nos dar muitos recursos com seus complementos, agora o que poucas pessoas não sabem ainda é que existem complementeos para o IE 7.0, não que seja algo do tipo… “Nossa o IE 7.0 está opensource”, ou algo do gênero, porém para usuários do Windows isso já é uma vantagem.

Dentre os complementos temos o IE developer Tool, que simula o Firebug, não muito perfeito, mas confesso que ajuda bastante, existem outros agora é só testando … Ah, um que gostaria de ressaltar é o PicLens, testem é muito bom !

http://www.windowsmarketplace.com/category.aspx?bcatid=3500

Removendo acentos de maneira simples em PHP

O php tem uma função chamada strtr que é uma mão na roda para resolver problemas de tirar acentos, o único incoveniente é que os caracteres com acentos devem ser pre configurados …

function removeAcentos($string){
$return = strtr ($string, "ŠŒŽšœžŸ¥µÀÁÂÃÄÅÆÇÈÉÊËÌÍÎÏÐÑÒÓÔÕÖØÙÚÛÜÝßàáâãäåæçèéêëìíîïðñòóôõöøùúûüýÿ", "SOZsozYYuAAAAAAACEEEEIIIIDNOOOOOOUUUUYsaaaaaaaceeeeiiiionoooooouuuuyy");
return $return;
}

Fácil não ?
Quem deu a “pala” foi o DGmike

Array de Objetos, função para substituir o array_diff

Tem uma coisa em JAVA que eu gosto muito, sao os ArrayList, nada mais é que arrays, porem tem muito mais métodos do que o convencional, o PHP também possui muitos métodos para array, porém o array_diff não funciona bem com array de objetos, e é interessante vc ter um array de objetos… mas enfim para contornar isso criei uma função !

Notem ele pega valores do array de objetos 1 que nao estao no array 2

/**
* $var = o atributo para comparar
*/

 function diff ($var,$array1,$array2){
 $ar_tmp1 = array();//Array temporário para trabalhar com array1
 $ar_tmp2 = array();//Array temporário para trabalhar com array2
 $ar_tmp3 = array();//Array para guardar as keys diferentes
 $ar_return = array();//Array que recoloca os objetos e retorna
 /**
  * Guardando no $ar_tmp1 os valores das keys
  * poderia usar o foreach também, mas uso o for
  * para ficar mais claro as minhas intenções
  */
 for ($i = 0;$i < count($array1);$i++){
  $ar_tmp1&#91;$i&#93; = $array1&#91;$i&#93;->$var;
 }
 /**
  * Guardando no $ar_tmp1 os valores das keys
  */
 for ($i = 0;$i <count ($array2);$i++){
  $ar_tmp2&#91;$i&#93; = $array2&#91;$i&#93;->$var;
 }
 /**
  * A mágica acontence aqui, usamos o array_values para zerar os indices
  * e depois usamos o array_diff que compara as keys, ou seja, valores do $ar_tmp1 que nao
  * estao presente no $ar_tmp2
  */
 $ar_tmp3 = array_values(array_diff($ar_tmp1,$ar_tmp2));
 /**
  * Agora que temos as keys diferentes montamos o array com os objetos
  * referentes as keys
  */
 for ($i = 0;$i < count($ar_tmp3);$i++){
   for ($j = 0; $j < count ($ar_tmp1);$j++){
    if ($array1&#91;$j&#93;->$var == $ar_tmp3[$i]){
     $ar_return[$i] = $array1[$j];
    }
   }
 }
 return $ar_return;
}
/**
 * Para testar
 */
$obj1 = new stdClass();//Classe Standart nativa do PHP
$obj1->id = 1;
$obj1->nome = 'Objeto 1';
$obj2 = new stdClass();
$obj2->id = 2;
$obj2->nome = 'Objeto 2';
$obj3 = new stdClass();
$obj3->id = 3;
$obj3->nome = 'Objeto 3';
$ar1 = array($obj1,$obj2);
$ar2 = array($obj2,$obj3);
print_r(diff('id',$ar1,$ar2));

Para quem gosta de trabalhar com array de objetos, essa seria uma boa função

Converter formato de data do MySQL para o formato BR, em uma linha de código só

O tipo date do MySQL é diferente do tipo de data a qual estamos acostumados, por exemplo o dia de hj no BD ficaria 2008-01-08, o que claramente confunde o usuário, ele pode pensar… “NOOOSSAAA ! Hoje é dia 2008…!” e acabar morrendo de susto 😀 … enfim vamos ao código …

$data_br = implode("/",array_reverse(explode("-",$data_do_bd_mysql)));

//Vou criar a funçao para ficar molezinha para quem quiser ...

function retornaData($data){
return implode("/",array_reverse(explode("-",$data)));
}

Simples não … quero ver agora como faz isso com Python … o Elcio Ferreira talvez ache uma solução …ou meu camarada Tio Mike, ou DGMike

Mas afinal o que é programação ?

Texto do Darkers by Branco … é o darkteam arrepiando também em filosofia !!!

Já li e leio nas mais diversas fontes que programar consiste em fazer um grupo de instruções, que vão ser executadas pelo processador, mas será mesmo que nós programadores, deveríamos aceitar esse simples conceito ? o que explica o mais belo sentimento de um programador em frente às milhares de linhas de código, seria apenas as instruções ?

Considero que esse conceito é uma blasfémia contra nossa tão preciosa programação, programar é mais doque simples instruções, é arte, habilidade, talento, é um artifício que nos permite criar e manipular qualquer imaginação.

Programação representa além de tudo citado, a Filosofia, que como a maioria deve saber, significa “amor à sabedoria”.
Quem nunca estudou além de instruções, para conseguir habilidades especiais, qual o verdadeiro programador que nunca estudou assembly para descobrir oque significa IF ? quem nunca deu aquela bela risada “maligna”, quando conseguiu fazer uma instrução funcionar de maneira diferente ?
Para alguns, programação pode simplesmente significar instruções que são executadas pelo processador, mas nós amantes da programação, devemos ter em mente oque realmente significa programar.

Assim como sábios de todo o mundo, des da antiguidade até os dias de hoje, gostam e utilizam a Física, nós amamos e utilizamos a Programação.
Podemos ir além, e afirmar que a Física é constituida de Programação, assim como tudo que nos cerca…
A Programação está no mais alto nível das ciências, alias, está além da ciência, por que o simples ato de pensar envolve o raciocínio lógico que está contido na Programação.

As leis da Física são Programação, são instruções que devem ser seguidas, assim como a Filosofia envolve a razão para chegar a um resultado, a Programação também.
oque seria da Matemática sem Programação ?
oque seria da História sem nossa Tecnologia, e assim por diante…

Acho que encontramos a palavra certa, tecnologia.
Oque seria da tecnologia se não existisse Programação ?
e oque seria o mundo, se não existisse tecnologia ?
dai podemos tirar conclusões da magnificência da nossa Arte.

A palavra técnica vem do grego tekné, que significa Arte, ou modo de fazer alguma coisa.
Quando empregamos técnica com a aplicação da ciência ( conhecimento ), obtemos Tecnologia.
Quando empregamos técnica, com base na experiência ( sem saber o por que ), temos a Técnica Empírica.
como a programação está diretamente ligada à tecnologia, significa mais do que simples instruções executadas pelo processador.

Nós amantes da programação, da mais suprema arte, que somos donos do mundo, que utilizamos a programação como tecnologia, devemos saber o quê acontece no mais baixo nível da programação, temos de ter noções, devemos ter conhecimento e sabedoria, afinal programar significa filosofar, significa física, significa matemática, história, geografia, linguas, etc.

Quando programamos, estamos nos relacionando diretamente com o universo, com o real e a ilusão, por isso devemos tratar  o significado da palavra com mais respeito.

Até mesmo os maiores gênios da humanidade, estudantes da Fisica, respeitariam mais a programação doque os próprios programadores da atualidade.

A programação não admite erros, por que nela, estamos criando, na Física estamos interpretando.
A maior felicidade de um Físico da antiguidade provavelmente seria usar a Arte de Programar para encontrar a verdade de sua hipótese, nela se fizermos algo errado, o esperado simplesmente nao funcionará, já nas fórmulas matemáticas, se fizermos algum cálculo errado, o mundo continuará se expandindo, o tempo continuará passando, as pessoas continuaram vivendo, e assim por diante.

Acho que agora podemos interpretar melhor o quê é Programação e não deixar que o mercado e os capitalistas que pensam em Programação como fonte de renda,  tirem de nós oque há de melhor…

até

Febre da Programação, confira !

Uma vez, uma profª de Inglês que eu tive, explicou sobre a “Febre do Inglês”, que são sintomas e características que acontecem com as pessoas quando estão há muito tempo fazendo curso de Inglêns (eu tive, levei 10 anos estudando). NO caso do Inglês os sintomas são:
1 – Pensar em inglês; do nada vc começa a ouvir seus pensamentos em Inglês
2 – Cantar uma música nacional com tradução automática; Imagine assim … “Segure o tchan”, vc canta … “Hold tchan, tie tchan”…. o negócio é sério !
3 – Dormir e sonhar que esta falando Inglês com alguém;

Então cheguei a conclusão que os programadores também possuem uma febre, alguns sintomas e características que reparei serem comuns aos que programam a um certo tempo, com uma ressalva, o tempo varia, para uns  começa mais cedo que se imagina…
Sintomas …
1 – Mania de Crtl+S em tudo, e a cada 0,003s ….
2 – Enquanto come, ou “descome”, pensa em linha de códigos
3 – Emitir ruídos estranhos quando um código funciona do tipo: Yeah … E boi… por ae vai…
4 – Na frente do computador, dançar sem música
5 – Enquanto dorme, sonha que está programando
6 – Quando passa um tempo sem programar, sente falta, entenda “um tempo” como algumas horas …
7 – Quando encontra um “ser insano” da mesma espécie, a conversa gira em torna de programação, lógico, vamos falar de que ???
8 – O mais sério de tudo, quando está fazendo algo do cotidiano, comendo, assistindo TV ou algo assim, de repente vc faz alguma besteira, fica procurando o Ctrl+Z ….